2016 – Um olhar positivo!

Todo começo de ano é uma renovação, uma nova chance de mudar algo ou fazer mais do que você já faz e gosta. Nada da sua vida precisa mudar, mas você pode mudar tudo nesse novo ano. Fiquei mega inspirada vendo a as metas da Aline, do Hipermetropia Fashion, e ainda mais com esse vídeo fofo, da Sharon Smith. Super simpatizo com a vibe dessa moça, ela é das minhas, com pensamentos sempre bem positivos!

Assistam:

Fiquei tão animada que fiz uma listinha com o Dan, com as nossas metas juntas e as que cada um tem, afinal é importante cada um ter a sua também. Nem preciso dizer que escrever mais no blog é uma das primeiras que estão lá.  Então, é assim que começa mais um ano aqui no #blogdahimmel.

Ainda estou sem internet em casa, o que me faz ficar um pouco off de tudo #mandainternetpracasasenhorpfv. Acabo acompanhando poucas coisas na internet, mas nesse tempo encontrei projetos tão bonitos por lá que decidi dividir um pouco com vocês aqui.

A internet tem muita coisa boa rolando por aí, mas só ficamos de olho nas coisas ruins. Aqui estou eu, disposta a te ajudar a encontrar projetos super bacanas e provar que “O Mundo é bão”.

Tem açúcar

temacucar

Um site brazuca que facilita os empréstimos com vizinhos. O nome já é uma graça, afinal quem nunca se viu sem açúcar justo naquela hora que bate a vontade de fazer ou bolo ou até mesmo tomar um café? Estou inscrita na listinha e já recebi pedidos de churrasqueira, furadeira e até um cooler. Essa é uma maneira linda de compartilhar e fazer amizade na vizinhança. Ainda não tive nada do que pediram emprestados, mas confesso que ando ansiosa para receber algum pedido que eu possa atender. Aproveita e se inscreve no site ❤

Eu vejo flores em Você

eu-vejo-flores-em-voce_

Não é sobre a música do Ira!, mas é um projeto pra lá de bonito, assim como a letra desse som. Nele, voluntárias ilustram e mandam cartas para outras mulheres, formando assim uma rede feminina de apoio e demonstração de afeto. O Objetivo é mostrar que podemos nos ajudar e nos admirar sem medo. É engraçado como, muitas vezes, temos vergonha de elogiar ou ajudar alguém desconhecido. Pois saibam que somos todos um só. Quer ajudar esse projeto Mara? Essas meninas talentosas fizeram um moleskine lindo e estão vendendo na página do facebook. Toda a verba vai para o projeto. Tem uma miga que super precisa de um apoio? Entra no site e cadastra ela lá.

Eu tenho tentado criar o costume de elogiar as pessoas por aí, nesse meio tempo descobri que muitas não sabem muito bem como receber um elogio e até mesmo eu fico um pouco envergonhada quando faço. Isso deveria ser normal para todos nós, não é mesmo? Acho que isso seria um bom tema para outro post 🙂 Como elogiar e ser elogiada. O que vocês acham?

E que esse ano comece com muito mais projetos e coisas bonitas pela internet por aí. Conhece alguma coisa bacana assim? Me contaa!!

Um chuvoso abraço,

Himmel ❤

Anúncios

Morando sozinha X Morando Juntinho

Recentemente li um post no blog “Pequeno Grande Apê” sobre 07 coisas que aprendemos depois de casar e fiquei super inspirada para criar esse post 🙂

O blog deles é muito fofo e vale a pena conferir! Eles se casaram recentemente e se mudaram para um apartamento novinho, então estão cheios de dicas e novidades para essa fase da vida. Uma maravilha para se acompanhar ❤

Vamos lá:

Morando sozinha X Morando Juntinho 

Refeições

Morando sozinha – Você não se importa muito com o que vai comer, prefere coisas muito rápidas. Miojo, macarrão, comidas prontas e congelados são seus eternos aliados. Com os horários corridos, entre faculdade e trabalho as jantas acabam sempre sendo algum lanche ou besteira na faculdade, afinal, quem se importa não é mesmo?

Morando Juntinho – Você está jantando e já pensando no menu para o dia seguinte, o que vai ter que deixar descongelando antes de ir para o trabalho. Começa a se importar com legumes, como deixar as coisas mais saudáveis e práticas ao mesmo tempo. Cria o brilhante hábito de congelar muitas coisas e percebe que talvez a geladeira seja pequena demais.

Lavanderia

Morando sozinha – A regra é: Pra que lavar hoje, se posso lavar na semana que vem? Ou seria melhor juntar bastante e levar para a casa da minha mãe? Esfregar roupas antes de lavar? Jamais. A única coisa que você sabe é que roupas coloridas lava-se separado das brancas e o resto seja o que Deus quiser.

Morando Juntinho – Sabe aquele cesto de roupas que demorava para ficar cheio? Hoje ele tem mais do que o dobro do tamanho. Eu tenho muita sorte, pois é o Dan que lava as roupas. Eu só tiro do varal e dobro hahaha. A nova regra passa a ser: nada de meias e roupas brancas. No novo guarda-roupas, só colorido ou tons escuros.

Comer fora de casa

Morando sozinha – Mas é claro que vou. O que é gastar R$25 ou R$30? Tudo em nome da praticidade. Você sabe de todos os lugares para ter uma boa refeição próximos da faculdade e não vê a hora de conhecer os restaurantes novos que todos estão falando. Sair para comer algo é lei.

Morando Juntinho – O valor que você gastava sozinha poderia ser pequeno, mas agora é tudo em dobro. Você começa a pensar no que você poderá comprar caso não saia tanto e quanto não poderia juntar caso ficasse em casa o mês todo hahaha. Você cozinha em casa, chama os amigos para ir lá e tudo vira festa.

Economia

Morando sozinha – Você é jovem, para que juntar dinheiro? E como juntar qualquer montante com o dinheiro que sobra do seu salário de estagiaria depois de pagar a faculdade com desconto, ou seja, a conta não fecha. Você consegue ser feliz com pouco e vive loucamente como se não houvesse amanhã.

Morando Juntinho – Finalmente quando você começa a ganhar um pouco melhor, a faculdade finalmente acabou ou você se livrou dela. Começa a pagar pelo apartamento, e além de pagar as prestações começa a comprar coisas de casa, juntar dinheiro, pois cada coisinha vale um montão de  realezas $. Você consegue ser feliz com pouco, pois está junto de quem se ama.

Fitness

Morando sozinha –  Você é jovem e pode comer o que quiser sem se preocupar ou engordar. Nessa onda toda de faculdade não falta tempo e nem dinheiro para um docinho a mais. Nenhuma preocupação em fazer exercícios, o máximo que você faz é uma caminhada do trabalho até em casa já que é mais barato.

Morando Juntinho – Você tem dotes culinários, ele também. Juntos assistem GNT e todos os programas culinários que passam por aí. Decidem fazer todas as receitas, das mais simples até as mais impossíveis ( Olá, Bela Gil! ). Resumão de tudo isso pode ser notado em quilos e quilos a mais. Muda o cardápio, começa a caminhada e a saga por uma vida saudável.

Esses são só alguns exemplos de coisas que mudaram muito na minha vida. E na vida de vocês o que mudou? Como tem sido a experiência de morar com quem se ama?

morando_sozinha

“Suas meias, serão minhas meias até que se prove o contrário.”

Abraços,

Himmel

Prazer, eu sou Alice.

Já perdi as contas de quantas vezes sofri bulling pelo meu jeito de ser. Já me apelidaram de Alice porque eu vivia no país das maravilhas, e fui muitas vezes questionada com a pergunta: Em quem mundo você vive, que só acontecem coisas boas? Eu tentei por muito tempo procurar como eu poderia mudar, ou quando iria me encaixar e me tornar a perfeita adulta que todos gostariam que eu fosse.

IMG_7721

Essa foi uma das razões pela qual decidi fazer o intercâmbio. Eu queria passar um tempo sozinha para me encontrar. Lembro que na época a Mallu Magalhães apareceu com um visual todo diferente e com o batom vermelho no clipe da música “Velha e Louca”, olhei para aquela menina que se tornou mulher e pensei: Quero ser assim!

Quando cheguei onde queria, na minha solidão por escolha própria, descobri que na verdade eu já sabia quem eu era. Eu não tinha que mudar, na verdade tinha que aceitar quem eu sou.

Sim, eu sou Alice! Sou das poucas pessoas que ainda conseguem ver o mundo com uma boa perspectiva. Acredito na humanidade, em Deus e nos unicórnios! Por que não? Gosto de apreciar o céu e a vida enquanto ela passa. Não tenho mais vergonha desse meu jeito. Quando me falam algo como “nossa você é diferente”, respondo com um sorriso na cara e digo que é ótimo ser assim.

Me lembro quando comecei a namorar com o Dan e ele achava graça quando eu comia algo que gostava muito e batia palmas em agradecimento pelo que eu tinha. Ele por muitas vezes deve ter se perguntado o porquê de amar uma pessoa que não ri das piadas ou de coisas que supostamente deveriam ser engraçadas, mas que dá gargalhadas com pequenas coisas do nosso cotidiano.

Coisas ruins também acontecem comigo: Já fui assaltada, fui traída por alguém que eu amava, descobri que tenho uma doença que ainda não tem cura. Isso me abala? Sim, mas eu não preciso manter o foco nisso. Continuo a ver um mundo onde existe esperança.

Então, se por um acaso você me encontre por aí descendo a rua Augusta cantando com meu fone cor de rosa, não me ache louca.  E te peço que não me julgue. Cada ser humano é único ❤