Minha experiência trocando roupas – Trocaderia

A onda de consumo sustentável está sendo maravilhosa e acredito que essa iniciativa seja mais um dos reflexos dessa mudança que finalmente chegou em nossas cacholas. É impressionante como conseguimos nos adaptar a tendências e essa é uma das que eu fico pensando – Por favor, não passe nunca!

Como falei nesse post aqui, estou passando por uma fase de transição, tentando cada vez mais me auto-conhecer e avaliar com quais roupas eu me sinto bem. Tem semanas que eu uso a mesma peça de roupa diversas vezes porque é confortável e me faz feliz. É engraçado como ficamos pensando mil vezes antes de repetir uma roupa, tentando evitar julgamentos alheios. Nesse tempo percebi que quase ninguém liga, e quem liga sinceramente é porque não tem mais o que fazer.

Trocaderia_troca_de_roupas (1)

Durante a minha limpeza no guarda-roupa separei três pilhas:

– Peças que iam ficar e estavam em bom estado.

– Peças que eu tinha carinho, mas que não ia mais usar (Essas foram para venda ou troca)

– Peças que iam para a doação.

Eu tinha um armário cheio de roupas que eu amava, mas que não serviam mais ou até mesmo que já não faziam mais o meu estilo. Isso me motivou a procurar meios de desapegar do que ficava parado e só fazia volume. Em uma das minhas andanças pelo facebook descobri o:

“Trocaderia”Que busca promover divertidas trocas de roupas entre amigas. Mais vida pro seu armário. Mais consumo consciente. Mais fins de semanas divertidos. ♥

Trocaderia_troca_de_roupas (2)

Imagem do facebook do “Trocaderia”

Minha experiência:

Quando fui ao evento, eu não tinha entendido muito bem como funcionava o trocaderia. Eu simplesmente pensei algo como “você deixa a peça lá e se você se interessar por outra você vai lá e pega.” Algo simples não é? Mas não é bem assim…  As meninas ficam responsáveis apenas por etiquetar as suas peças, mas quem tem que trocar é você, conversar com a trocadeira e oferecer muito bem as suas pecinhas para conquistar as dela.

Eu não sei você, mas quando compro algo acabo criando um tipo de afeto com a roupa, e mesmo quando não uso mais a peça eu ainda tenho muito carinho por ela. Gosto dessa idéia de trocar a roupa com alguém, desse contato mais humano, de poder conhecer melhor a pessoa que vai ser a nova dona e quem sabe até uma possível amiga de trocas hahaha.

Foi maravilhoso e já tem data para acontecer again. As meninas vão abrir as inscrições no facebook do “Trocaderia”. Aproveitem também para me dar um alô no dia do evento, vou estar por lá 🙂

Onde: MIS – av. Europa, 158, Jd. Europa
Quando: sábado (19/12), das 12h às 20h
Quanto: R$ 10

Um grande abraço,

Himmel

 

 

Anúncios

23 comentários sobre “Minha experiência trocando roupas – Trocaderia

  1. Odeio Sagu disse:

    Muito bacana isso de trocar roupas, acho esse escambo tão importante, até pra ter contato com outras pessoas que estão nessa mesma onda, para trocas futuras até.
    Adorei! Já tinha ouvido falar da Trocaderia, mas nunca fui tão a fundo pra conhecer. Me interessei bastante, por que tenho peças separadas que gostaria muito de trocar justamente por esse carinho, também crio afeto pelas roupas e ia amar conhecer as novas donas haha
    Anotei aqui e vou ficar de olho. Olha, acho que 19/12 a gente se conhece, viu!?
    Abraço, Bá!

    Curtir

  2. Bia Aguiar disse:

    Bah, me vi aí.
    Eu tenho MUITO CARINHO pelas minhas roupas. Quer ver as que ganhei da minha mãe, tem muitas que não uso mais e continuam lá guardadinhas ocupando espaço. Mas e pra desapegar? Me passa o segredo! Eu adorei o post, sempre bom descobrir algo novo voltado para a sustentabilidade, afinal, trocar é renovar sem precisar de muito.

    Um beijão bem grande, Himmel. ♥

    Curtir

  3. Robécia disse:

    Essa coisa de desapego é difícil né? Mas necessária e não apenas com roupas, mas tudo na vida.
    Estou acompanhando essa sua mudança, e adorando e esta super me inspirando, quero reservar um tempo e ver tudo que tenho carinho e tudo que eu realmente tenho e uso.

    E muito genial essa ideia de troca de roupas gente ♥

    Curtir

  4. Olivia Narazaki disse:

    Adorei o post Nathaly, tenho que admitir que não sei se sairia bem nessa experiência, pq sou super tímida. Eu tenho pouquissimas roupas e elas estão bem velhinhas, por isso eu prefiro doar… Uma pena que nesse FDS eu vou estar ocupada, se não eu poderia ir aí dar uma visirinha e saber um pouco mais sobre essa tendência mega legal!

    indiecomsorvete.com.br

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s