Séries para devorar nas Férias

Existem alguns momentos da vida tão estressantes que você aperta aquele botãozinho para passar mais rápido. O tempo passa voando e você não faz nada, só vê ele se esvaindo. Assim anda a minha vida e o blog também. Eu só quero que setembro chegue e que tudo mude( aguardem muita coisa boa em setembro )

Recentemente comecei a pegar gosto por assistir seriados. Antigamente eu não tinha muito tempo para eles, mas não é que consegui arrumar uma solução criativa e maravilhosa? Eu volto do trabalho todos os dias vendo series, elas me distraem tanto que esse mês até passei do ponto de casa. É como entrar em mundo mágico e só acordar na rua de casa. Não importa se tem trânsito, gente mau-humorada ou se o ônibus está lotado. As vezes vou de pé encostada em qualquer canto que caiba eu e o celular. Isso tem sido de grande ajuda nessa fase da minha vida.

Agora vamos para os seriados:

The Orphan Black

Esta maravilha que venho hoje apresentar está me deixando com os cabelos em pé. Tudo começa quando Sarah está em uma estação de trem e vê uma mulher idêntica a ela cometendo suicídio. Depois desse acontecimento ela descobre que o que parecia ser estranho é muito pior do que imaginava. Sei que explicando assim parece confuso e um pouco sem sal, mas olha, te garanto que vale muito a pena. Já tem até a terceira temporada, então é um prato cheio para você que gosta de assistir uns mil episódios de uma vez só.

Tatiana Maslany é uma atriz maravilhosa e mesmo interpretando tantos papéis não deixa nenhum ficar fora de foco. Todas essas personagens femininas são girl powers, estão em busca de respostas e não vão descansar até acha-las. ( Minhas preferidas Helena e Alison ) Na minha cabeça fica a maior confusão, pois não consigo vê-la como uma mulher só, até o corpo dela parece que muda. Sem contar os outros personagens que são muito cativantes e fazem dessa série uma das melhores que já vi em tempos.

O que esperar dessa série: Nada e ao mesmo tempo tudo. Tudo o que você achar que é na verdade não é e por aí vai. Assista, que você não vai ser arrepender.

Sense 8

Quando eu comecei a escutar os rumores no facebook de que essa série estava vindo para bombar, eu não acreditei muito. Achei que era mais um Lost da vida, que muitos gostam mas poucos ficam até o final. Para não terminar assim tão rápido os episódios de Orphan Black, decidimos dar uma chance para essa novidade.

A proposta da serie é apresentar um grupo de oito pessoas que estão conectadas entre si e partilham os mesmos sentimentos e emoções. No primeiro episodio fiquei bem perdida e sem entender muita coisa, mas logo no segundo já me conquistou ( Sou apaixonada pela Riley e pela Kala ).  É bem interessante toda essa coisa de sensate, mas o que mais me chamou atenção foram os temas abordados: diferenças culturais, sexuais e muitos tabus para serem quebrados pela frente. Uma daquelas séries que te colocam para pensar. Um pequeno spoiler , mas não tão spoiler assim: Em um dos episódios eles falam sobre o momento que nós nascemos e como aquilo foi mágico e marcante para todos os envolvidos. Tudo isso ao som de uma orquestra.. Nunca havia pensado sobre o assunto e isso me tocou de uma forma muito singular.

O que é esperar dessa serie: Vá com calma jovem, ela é muito boa e precisa ser apreciada em pequenas doses. Então não assista tudo de uma vez.

Da até uma tristeza no coração porque está tudo acabando e só no ano que vem vou poder saber o que mais vai acontecer e me surpreender. Como ainda falta bastante tempo, o que vocês me sugerem?

Abraços, Himmel.

Anúncios