Inferno Astral e foco nas coisas boas

Junho está chegando e com ele, no dia primeiro, vem o meu aniversário. Sou uma pessoa que gosta de comemorar e ficar ao redor de quem eu amo nessa data tão especial. Acontece, que para chegar lá tenho que passar por um terrível inferno astral e que anda acompanhado pela tpm.

Só quero que acabe logo e que venham os 25 anos cheios de sabedoria.

It's just a spark. But it's enough to keep me going. - Last hope

It’s just a spark but it’s enough to keep me going. – Last hope

Em dias ruins assim como hoje, uma segunda-feira em a força para levantar era pouca, onde o mundo dos sonhos parecia um IG bonito do instagram e após muita luta consegui sair da cama . Não temos água, eu quebro o espelho e saio atrasada. Vai ficar tudo bem, eu repito baixinho.

Foco nas coisas boas.

O cobrador, alegre, escutando a sua música de viola me da uma bala de café. Ele sempre faz isso. Eu não gosto de balas de café e nunca contei e nem vou contar, apenas sorrio, agradeço e escuto-o falar sobre a vida, sobre as manchetes e o que perdi no final de semana.

O ônibus está cheio, vou em direção as pessoas que sei que vão descer logo e encontro moço de cavanhaque. Sempre que ele está sentado me cede o lugar. Hoje ele não estava sentado, mas logo tratou de me cumprimentar e perguntar se eu estava melhor da gripe. Não lembro quando contei isso a ele mas não me assusto, afinal sou daquelas pessoas que conta a vida para quem quiser ouvir.

Essas pessoas fazem o meu dia feliz e nem sabem. Prometo a mim mesma que um dia vou contar a eles o bem que me fazem. Um dia vou surpreender o cobrador com um belo pacote de balas da qual gosto e dar um abraço e dizer para o moço de cavanhaque o quanto ele é educado.

Chegamos no metrô tucuri, o cobrador grita bem alto: Um bom dia para todos!

Assim a vida continua, eu só espero sobreviver mais essa semana.

Um abraço, Himmel.

Anúncios

TAG – Uma música que…

Achei a ideia super interessante, afinal quem não tem as suas músicas preferidas para cada ocasião, não é?  Não espere ver clássicos por aqui, vou escolher de acordo com o que estou escutando agora 🙂

A TAG foi indicada pela Milca do Milcaretas. Aliás, vocês estão mais do que convidados para conhecer o blog dela! Por lá você vai encontrar muitas informações sobre livros, filmes e agora com um canal bem bacana no youtube também. Vale a pena conferir!

Vamos para as respostas:

1- Uma música que te faça ficar com uma vontade louca de dançar:

Eu tenho vergonha de admitir mas quando estou de super bom humor e com vontade de sair dançando por aí, escuto músicas bem desse tipo abaixo. Eu sei sei, essa menininha toda fofa e folk gosta de requebrar as vezes hahaha. E quem não?

2- Uma música que faça com que você se sinta apaixonada: 

Eu conheci essa música através desse vídeo que postei abaixo, em uma das minhas buscas pelo intercâmbio de aupair e desde então me apaixonei. Toda vez que escuto eu penso nas coisas que vivi e vivo, na minha família e na Maria Flor que um dia vai chegar. Assistam o vídeo se puderem, é super fofo. A conexão entre os dois é apaixonante. ❤

3- Uma música que lhe proporcione determinação:

Essa música faz com que me sinta determinada a continuar, que as coisas ruins acontecem mas tudo é passageiro. Esse ano ganhei um par de ingressos para ver o Paramore pela segunda vez, e quando essa música tocou eu cantei tão alto que parecia que meu coração ia sair pela boca. Emocionante.

4- Uma música que faça com que você se sinta em um clipe:

Quando eu escuto essa música eu penso em um clipe como no filme 500 dias com ela, quando ele acorda super feliz e saí cantando a caminho do trabalho. A minha versão, seria com a essa trilha sonora 🙂

5- Uma música que você escuta até enjoar e falha miseravelmente em enjoar:

Escuto essa música quando estou feliz, quando quero pensar na vida, quando estou triste e em todas as ocasiões que você possa imaginar. Sabe aquelas músicas que um dia você escuta na rádio e tem que achar de qualquer jeito? Eu não só achei, como fui no show deles, comprei a camiseta, cd e virei super fã de uma banda que talvez eu nunca mais veja na vida.

E você? Quais músicas te marcaram?

Beijão!

Indicação de séries para aproveitar o frio

Eu não sou a maior fã de assistir séries. Simplesmente acabo parando em algum momento e desanimando de continuar. Sou uma pessoa que quer saber o final de tudo muito rápido e não aguento essa história de esperar quase 01 ano para assistir uma nova temporada.

A última que consegui assistir inteirinha foi How I Met your Mother, e as séries que moram no meu coração são: Sex and City e Friends

Como estamos passando bastante tempo em casa e fazendo uma boa economia por conta da entrega do apartamento, acabei assistindo boa parte dos filmes que queria assistir e agora parti para as séries.

As minhas indicações do momento são as seguintes:

Unbreakable Kimmy Schmidt

Após 15 anos, confinadas em um bunker, acreditando que o mundo havia sido exterminado e ela, mais 03 mulheres e um líder de um culto apocalíptico eram os únicos sobreviventes, elas são regatadas e Kimmy, a personagem principal, tem que se adaptar ao mundo moderno. 

Nota extra: Um homem chamado Ariel Castro raptou 03 mulheres e as manteve em cativeiro por 11 anos, nos Estados Unidos em Ohio. Elas foram resgatas em 2013. Será que eles se inspiraram nessa história?

Eu demorei um pouco para me render a essa série por conta da sinopse. Oi?! Culto apocalíptico, resgate e uma série de humor? Não não, eu passo. Acontece que muitas pessoas começaram a comentar e eu decidi que talvez fosse melhor eu ver o primeiro episódio e dar uma chance. O resultado é: Já assisti 08 episódios e estou amando essa série.

Porque assistir? É uma série leve, engraçada e que te faz pensar na vida. Kimmy é um exemplo de mulher que a todo tempo está se superando e tentando ver o melhor lado da situações. A série traz personagens interessantes que fogem do estereótipo “normal” e todos eles são muito legais. O Dan acha que eu e a kimmy temos um jeito parecido. Talvez ela seja mais uma Alice por aí.

The Following

Joe Carroll é um assassino diabólico que admira a obra de Edgar Allan Poe. Ele usa a tecnologia e sua inteligência para criar um culto de serial killers, todos ligados uns aos outros e espalhados por todo os Estados Unidos. O ex-agente do FBI Ryan Hardy, que o caçou e o capturou no passado, é forçado a voltar ao trabalho após sua fuga de prisão.

Comecei a assistir porque o Dan insistiu. Eu já estava um pouco curiosa pois adoro suspenses e sempre fico interessada quando se trata do Poe, afinal ele é um dos autores mais famosos de todos os tempos, além de ter vários filmes baseados em suas obras.

Porque assistir? Um suspense policial que te prende a cada minuto, daqueles que você acha que está tudo bem e BUM, acontecem mais mil reviravoltas. A série é muito bem pensada e a trama bem amarrada. O melhor ponto é que está na terceira temporada então você pode assistir muitos episódios sem ter que esperar muito.

Que séries vocês amam ou qual andam acompanhando? Me conta 🙂

Prazer, eu sou Alice.

Já perdi as contas de quantas vezes sofri bulling pelo meu jeito de ser. Já me apelidaram de Alice porque eu vivia no país das maravilhas, e fui muitas vezes questionada com a pergunta: Em quem mundo você vive, que só acontecem coisas boas? Eu tentei por muito tempo procurar como eu poderia mudar, ou quando iria me encaixar e me tornar a perfeita adulta que todos gostariam que eu fosse.

IMG_7721

Essa foi uma das razões pela qual decidi fazer o intercâmbio. Eu queria passar um tempo sozinha para me encontrar. Lembro que na época a Mallu Magalhães apareceu com um visual todo diferente e com o batom vermelho no clipe da música “Velha e Louca”, olhei para aquela menina que se tornou mulher e pensei: Quero ser assim!

Quando cheguei onde queria, na minha solidão por escolha própria, descobri que na verdade eu já sabia quem eu era. Eu não tinha que mudar, na verdade tinha que aceitar quem eu sou.

Sim, eu sou Alice! Sou das poucas pessoas que ainda conseguem ver o mundo com uma boa perspectiva. Acredito na humanidade, em Deus e nos unicórnios! Por que não? Gosto de apreciar o céu e a vida enquanto ela passa. Não tenho mais vergonha desse meu jeito. Quando me falam algo como “nossa você é diferente”, respondo com um sorriso na cara e digo que é ótimo ser assim.

Me lembro quando comecei a namorar com o Dan e ele achava graça quando eu comia algo que gostava muito e batia palmas em agradecimento pelo que eu tinha. Ele por muitas vezes deve ter se perguntado o porquê de amar uma pessoa que não ri das piadas ou de coisas que supostamente deveriam ser engraçadas, mas que dá gargalhadas com pequenas coisas do nosso cotidiano.

Coisas ruins também acontecem comigo: Já fui assaltada, fui traída por alguém que eu amava, descobri que tenho uma doença que ainda não tem cura. Isso me abala? Sim, mas eu não preciso manter o foco nisso. Continuo a ver um mundo onde existe esperança.

Então, se por um acaso você me encontre por aí descendo a rua Augusta cantando com meu fone cor de rosa, não me ache louca.  E te peço que não me julgue. Cada ser humano é único ❤

Presente de dia das mães

O dia das mães está chegando e eu fico toda emotiva nessa época do ano. Não sei se são os comerciais do youtube (como não chorar?!) ou se é apenas o meu lado maternal aflorado. Acho que não conseguimos dar o devido valor as nossas mães quando moramos no mesmo teto, mas é só sair de casa que tudo fica diferente. Você percebe que o tempero da comida dela é o mais especial; você passa frio porque ninguém falou: “leva uma blusa, vai esfriar”; percebe que nenhum abraço será igual ao dela. Por ter passado tanto tempo fora de casa, hoje vejo a minha mãe com um olhar tão diferente. Todo o tempo que passo com ela fico pensando o quanto quero que isso dure uma eternidade. Amor maternal é um só, então aproveite ❤

Essa é a minha mãe, mimando o Bento.

dia-das-maes

Pensando nisso e em todo esse amor que temos para dar, que tal preparar uma surpresa para a sua mãe nesse dia?

Eu dou muito valor a coisas feitas a mão, adoro quando penso que a pessoa parou um pouco durante o dia dela, preparou algo especial e de coração. Encontrei esse vídeo com um DIY mega fácil e que vai parecer que você levou horas fazendo. De quebra escreva uma bela carta para a sua mãe. Sabe aquela força que ela te deu e você não agradeceu? Agora é a hora.

Não sou a melhor pessoa na cozinha fazendo salgados e por isso dou preferência para os doces. Ando super inspirada por conta de um novo programa no gnt chamado “Que seja Doce”. Então, para acompanhar esse lindo cartão, você pode fazer uma maravilhosa torta de morango, a receita também fica boa com outras frutas como maça ou limão. Se sua mãe é como a minha que adora um docinho após o almoço, ela vai se derreter com essa receita.

E você o que vai fazer para a sua mãe?